A trajetória de Marcelo Lara no agronegócio iniciou em 1993, com as primeiras reportagens abordando o cooperativismo, a criação de suínos e aves e a fruticultura para o programa Globo Rural. Nesse período, uma das matérias produzidas nos Estados Unidos sobre protecionismo de mercado, Lara recebeu o prêmio CNA de Jornalismo.

A cada ano um novo desafio. Vários projetos que ampliaram o conhecimento do potencial agrícola do Brasil, como o “Repórter Mitsubishi”, que rodou do Chuí ao Oiapoque, e também foi em busca dos produtores de sucesso mostrando o Brasil Rural que poucos conhecem. Além da produção de mais de 200 reportagens, na tela do Canal Rural, esta maratona se transformou no livro “Entre personagens e paisagens, uma experiência de telejornalismo pelo Brasil Rural”. Outro destaque foi o projeto “Na Estrada”, do Canal Rural, uma jornada de caminhão, passando por 15 estados para traçar a logística inversa dos insumos que chegam até as propriedades rurais em todo país.

Brasil

Como um tropeiro, tinha o desafio de atravessar este país de tamanho continental. Nas estâncias onde fez parada enquanto trabalhou no Canal Rural, teve a oportunidade de morar em Chapecó e Campos Novos/SC, Campo Grande/MS e Uberaba/MG. A jornada perfeita para conhecer as diversas cadeias produtivas do Brasil. Criação de suínos e aves, pecuária extensiva, genética bovina, produção de leite, de café, soja, algodão, cana-de-açúcar, frutas, hortaliças. De criação de diversas raças de cavalos até a narração e provas equestres. Finalmente em Brasília, Lara acompanhou os bastidores da política, o envolvimento do agronegócio em todos os ministérios e a atuação da Frente Parlamentar da Agropecuária (FPA).

Atuou como líder dentro de um projeto de capacitação e como apresentador de mais de 300 programas, que veiculavam diariamente com três horas de programação, ao vivo, no Canal do Produtor em parceria com a CNA.

Recentemente, criou o projeto #ConexãoRuralUrbano, para ajudar no grande desafio da modernidade fazer a conexão da sociedade brasileira. Neste projeto, divulgado aqui pelo suino.com, Lara busca uma sociedade unida por um Brasil que é a locomotiva agrícola do mundo e deve servir de orgulho para todos os brasileitros. Sem perder o foco na sustentabilidade como ela deve ser, social, ambiental, econômica e de valorização do homem em harmonia com a natureza na busca por um futuro melhor para as próximas gerações.

Estados Unidos

Nos Estados Unidos, Lara abordou temas como o potencial do cinturão do milho e o funcionamento da bolsa de mercadorias de Chicago. Em uma das reportagens, que mereceu destaque no Globo Rural, mostrou os produtores americanos recebendo subsídios. Também realizou várias reportagens especiais sobre a irrigação em cinco estados e participou de um projeto sobre leite na Flórida.

Outros países

No Canadá, Lara embacou em uma jornada com um grupo de produtores húngaros e mexicanos que visitaram 23 fazendas de produção leiteira, além do Centro de Inseminação Artificial de Quebec e a tradicional feira de inverno em Toronto.

Na Bolívia, fez uma viagem para mostrar a pecuária e a produção dos brasileiros que lá estão.

Na França, Lara produziu uma reportagem especial sobre a reação dos produtores com a baixa nos preços do leite. Ele também fez a cobertura jornalística da maior feira de animais do mundo em Clermont-Ferrand.

Prêmios

– Prêmio CNA em Brasília (reportagem sobre o protecionismo de mercado nos Estados Unidos)

– Prêmio Massey Fergunson de Jornalismo. (reportagem sobre os segredos da agricultura familiar)

– Prêmio Embrapa de Jornalismo, (reportagem sobre o Brasil Livre de Aftosa)